Carregando...
JusBrasil - Notícias
30 de outubro de 2014

Projudi completa um ano de funcionamento no Rio Grande do Norte

Publicado por Conselho Nacional de Justiça (extraído pelo JusBrasil) - 6 anos atrás

LEIAM 0 NÃO LEIAM
 

O Sistema CNJ de Processo Eletrônico, o Projudi, foi instalado em Natal em março de 2007. Na ocasião, foi criado um juizado virtual, que funcionaria somente com processos eletrônicos. O resultado correspondeu às expectativas. Os processos, que nos juizados que não possuem o sistema duram cerca de oito meses, passaram a ser concluídos em apenas um mês no juizado virtual.

 

Devido ao sucesso da implantação, o TJ/RN decidiu expandir o funcionamento do Projudi, em abril, para mais dois juizados da cidade: um na Universidade Potiguar (UNP) e outro no Praia Shopping. A intenção é instalar o sistema em todos os juizados da capital até o fim deste ano. Para cumprir esta meta, o Tribunal recebeu do CNJ 150 computadores, 254 digitalizadores, 20 servidores e três notebooks.

De acordo com a juíza Sulamita Pacheco de Carvalho, responsável pelo juizado virtual de Natal, os benefícios trazidos pelo Sistema CNJ de Processo Eletrônico deixaram satisfeitas todas as partes envolvidas nos processos. "Já constatamos que a celeridade é um fato no Projudi, isso sem contar a economia do material necessário à composição do processo em papel. Esses fatores trazem satisfação às partes envolvidas e, principalmente, aos advogados", destaca a juíza.

Desde que foi criado, o juizado virtual já recebeu cerca de 700 processos. Hoje em dia, recebe em média 100 novos casos por mês. Com o processo eletrônico, já foi observada uma relevante economia com material de expediente. Um juizado de Natal gasta, com os processos em papel, aproximadamente R$ 4 mil em seis meses. O juizado virtual gasta apenas R$ 1.200, ou seja, 70% menos.

O Projudi é um sistema de computador que permite a tramitação totalmente eletrônica de processos judiciais, via internet. Ele foi desenvolvido em software livre pelo Conselho Nacional de Justiça e distribuído gratuitamente a todos os órgãos interessados. Já está em funcionamento em 25 estados.

As vantagens do Sistema CNJ de Processo Eletrônico são inúmeras, tanto para o Judiciário quanto para a população. Os processos ficam acessíveis na internet a todas as partes envolvidas e disponíveis a qualquer hora do dia. Por meio do nome de usuário e da senha de acesso, os advogados podem fazer petições, protocolar documentos e acompanhar os processos; e o juiz pode despachar diretamente no sistema. Os envolvidos também podem consultar todas as etapas do trâmite processual. Desse modo, é possível acessar o processo de qualquer lugar, simultaneamente com outras pessoas. Basta se cadastrar. Isso proporciona maior agilidade, transparência e rapidez no trâmite judicial. O Projudi reduz o tempo de tramitação do processo, em média, para 25% do total.

Conselho Nacional de Justiça

Conselho Nacional de Justiça

Órgão voltado à reformulação de quadros e meios no Judiciário, sobretudo no que diz respeito ao controle e à transparência administrativa e processual. Visa, mediante ações de planejamento, à coordenação, ao controle administrativo e ao aperfeiçoamento do serviço público na prestação da Justiça.


0 Comentário

Faça um comentário construtivo abaixo e ganhe votos da comunidade!

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "gritar" ;)

ou

×

Fale agora com um Advogado

Oi. O JusBrasil pode te conectar com Advogados em qualquer cidade caso precise de alguma orientação ou correspondência jurídica.

Disponível em: http://cnj.jusbrasil.com.br/noticias/77/projudi-completa-um-ano-de-funcionamento-no-rio-grande-do-norte